2 de setembro de 2016

Eventos » 24ª Bienal do Livro: Resumo da minha visita


Olá, pessoinhas literárias!
Antes de qualquer coisa, gostaria de me desculpar pelo meu pequeno sumiço: não, eu não me perdi lá na Bienal (apesar de querer muito me esconder num cantinho pra poder aproveitar todos os dias do evento sem precisar voltar pra casa, hahaha). Essa semana está sendo bem puxada por aqui, principalmente na faculdade (pensa que vida de estudante de letras ou tradutor é só ler o dia inteiro? antes fosse, monamu), então só agora consegui preparar essa postagem especial sobre a 24ª Bienal Internacional do Livro pra vocês. Essa festa toda linda ainda vai durar até domingo, portanto, está mais do que na hora de você adquirir seu ingresso e marcar sua presença! E se você já foi, vá de novo, e de novo, e de novo! ♥ Nunca é demais, haha. Visitei a Bienal nos dias 27/08 (sábado) e 29/08 (segunda), e pude ter várias impressões sobre o evento, que serão compartilhadas com vocês agora. Se você ainda não foi, aproveite para anotar as dicas e aproveitar ainda mais sua visita. Com vocês... a visão geral do meu passeio pela Bienal 2016!




O Credenciamento

24ª Bienal do Livro
Entrada do evento
Créditos da foto
: Bienal Internacional do Livro
O ingresso para visita custa R$ 20,00 de segunda a quinta-feira, e R$ 25,00 de sexta-feira a domingo. Há meia entrada para estudantes, portanto, não esqueça sua documentação se você estiver matriculado numa escola/universidade. No meu caso entrei de forma gratuita através do credenciamento, pois trabalho num museu administrado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Há várias opções para conseguir sua credencial, se você também trabalha com educação e cultura é interessante visitar este link e verificar dentre as opções se o local em que você trabalha pode garantir essa credencial de você.




A Infraestrutura

24ª Bienal do Livro
Entrada e credenciamento
Créditos da foto
: Bienal Internacional do Livro
O espaço é amplo, imenso e lindo. O evento oferece translado gratuito de ida e volta para os visitantes, partindo do metrô Tietê ou Barra Funda.
Às vezes pode dar um pouquinho de calor, pois lá não tem ar-condicionado (mas tem alguns ventiladores gigantes e umidificadores), mas nada que não possa ser enfrentado de boas. O único grande problema que notei no sábado foi em relação aos banheiros, uma vez que o local estava bem cheio e não havia um número significativo de toaletes disponíveis para todos... Por esse motivo, se você precisar utilizar o serviço aos finais de semana, saiba que terá que enfrentar uma loooonga fila até conseguir. Há duas praças de alimentação posicionadas em cada canto do evento, e os preços de combos (lanche + bebida) ficam na faixa de R$ 23,00 (dependendo do local e do tipo de lanche que você escolher). As opções de alimentação são bem diversas: hambúrgueres, hot dogs, pizzas, lanches naturais, sucos e salgados até yakissoba e pão de queijo. Yummy!

Ah, outro detalhe importante é em relação a hidratação: não há bebedouros no espaço, e cada garrafinha de água custa R$ 5,00, portanto, recomendo levar uma mochila com pelo menos duas garrafinhas de água.




A Organização

24ª Bienal do Livro
Palestra em um dos espaços do evento
Créditos da foto: Bienal Internacional do Livro
Se   você partir de uns dos metrôs que citei acima, não se esqueça de procurar o balcão de informações da Bienal presente lá para retirar o seu mapa do evento! Ele também é distribuídos em balcões dentro da própria Bienal, portanto, é só procurar o mais próximo. Ele será muito útil para você localizar seu estande preferido ao chegar no evento. A organização é feita através de Ruas (Rua A, B,C, D, E, etc.), que funcionam como endereços que cada estande possui. Isso realmente ajuda bastante, gente!
Não vi nada que me desagradasse em relação a organização, consegui encontrar todos os estandes que eu queria e achei que estava tudo ótimo nesse aspecto!




Os Expositores

24ª Bienal do Livro
Estande da editora Zahar
Créditos da foto: Bienal Internacional do Livro
É difícil encontrar uma empresa do ramo que não esteja presente na Bienal! A feira consegue reunir livrarias, editoras, distribuidoras, autores independentes e outros profissionais da área de uma maneira completamente uniforme, o que faz a gente se sentir ainda mais num paraíso livrônico. Há estandes vistosos e imensos, temáticos e espaçosos, assim como há estandes menores e acolhedores, mas todos conseguem transmitir sua mensagem e vender sua ideia. Recomendo você entrar neste link para conferir os endereços dos estandes que você não quer perder de jeito nenhum. No meu caso, visitei rua por rua, pois não queria perder absolutamente nada. Mas se o seu tempo não for tão longo, vale a pena fazer uma listinha dos seus locais favoritos a serem visitados.




Os Preços

24ª Bienal do Livro
Estande da editora Saraiva
Créditos da foto: Bienal Internacional do Livro
Como bons leitores pobres economistas que somos, ficar por dentro dos descontos que rolam por lá é essencial! A pergunta é: dá pra encontrar muitas promoções na Bienal? E a resposta é... dá! Mas depende muito do estande/editora! Existem alguns estandes que são especializados em vender livros por R$ 5,00 e R$ 10,00, usados e novos! Particularmente fiz a festa nesses estandes tipo sebo, são mesas e mesas de livros todos nessa faixa de preço. Alguns estão até lacrados! Indico muito esses estandes tipo sebo e de distribuidoras, em que dá pra garimpar livros incríveis por um preço muito convidativo. Nos estandes de editoras famosas é mais complicado encontrar livros tão baratos assim, mas isso não quer dizer que não são promovidos descontos bons! Por exemplo, a editora Martins Fontes está oferecendo 50% em todo o estande, e a Aleph está oferecendo 20% em todas as obras presentes (eu gostaria de informar que a Aleph levou embora todos os meus dinheiros, flw).

Por outro lado, em algumas outras editoras não achei tão vantajoso comprar na Bienal, pois os livros estavam todos com o mesmo preço de catálogo... o que achei inapropriado, uma vez que um evento tão especial também merece grandes diferenciais. Não é só de estandes bonitos que se faz uma Bienal, né gente! Se for pra comprar livro caro, não compro e espero promoção pela internet, além de contar com entrega na minha humilde residência (sem ter que vir no ônibus igual uma doida com livros pendurados até a cabeça, hahahaha).
Lembrando que no último dia de Bienal (04/09) acontecem os melhores descontos para liquidar o estoque! Portanto, se você puder comparecer no evento nesse dia, provavelmente conseguirá grandes vantagens e maravilhosos livros em sua mochila.




Minhas Indicações

24ª Bienal do Livro
Estande da editora Martins Fontes
Créditos da foto: Bienal Internacional do Livro

Comix Book – Rua A, estande 060
(especializado em quadrinhos e mangá)

Adeler – Rua G, estande 061
(especializado em editoras espíritas)

Editora Aleph – Rua G, estande 070
(livros clássicos deficção científica com 20% de desconto)

Editora LeYa – Rua B, estande 087
(principalmente para fãs do Chuck Palahniuk!)

Editora Martins Fontes – Rua M, estande 060
(todo o catálogo com 50% de desconto)

Top Livros – Rua D, estandes 031 e 020
(milhares de livros por R$ 5,00 ou R$ 10,00)

Tem vários estandes legais por lá, mas os que lembro no momento são esses, hahaha.




Conselhos

24ª Bienal do Livro
Estande da editora Rocco
Créditos da foto: Bienal Internacional do Livro

» Venha com calma, sem pressa, e não traga pessoas que possam te apressar também. Essa é uma experiência única, que precisa ser sentida em sua totalidade! É muita coisa pra ver, e quanto mais tempo e paciência você tiver, mais vai aproveitar e encontrar histórias incríveis.

» Use roupas confortáveis e tênis, pois você provavelmente vai andar bastante e vir com o vestuário inadequado pode deixar seu passeio menos legal.

» Não se esqueça de trazer garrafinhas de água, se você não quiser pagar para se hidratar.

» Traga cartões de crédito, mas não se esqueça de colocar pelo menos algum dinheiro na bolsa, pois algumas mega promoções só podem ser pagas em dinheiro diretamente com o vendedor (como alguns livros saindo por R$ 5,00 e R$ 10,00 na editora LeYa).

» Se você for garantir algum autógrafo, fique atento para saber se é necessário pegar senhas ou chegar com antecedência no estande.

» Não esqueça sua carteirinha ou boleto de estudante (se for estudante) ou holerite (se trabalhar com cultura/educação) + documento com foto!

» Divirta-se e aproveite ao máximo, pois a próxima é só em 2018! ♥

8 comentários:

  1. Oi Débora,
    Minha experiência na Bienal foi tão incrível que nem queria vir embora.
    Evento maravilhoso, achei tudo bem organizado e bem estruturado. Só peguei filas porque quis, para pegar autógrafos, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Débora!
    Infelizmente não ireia a bienal, é um sonho que ainda não posso bancar :(
    Mas adorei o post e as orientações, vou me lembrar direitinho pra quando tiver oportunidade!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | InstagramFanpageTwitter

    ResponderExcluir
  3. Eu achei que os livros estavam muito caros..algumas lojas tem desconto, mas a maioria está cobrando um preço alto né?
    Mas seu post ficou bem organizado e vai ajudar um bocado de gente :)

    beeijão ^^
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Débora,
    Nem fale de faculdade, estou em uma correria enormeee.
    Fui na Bienal na Segunda-feira e adorei. Passei um pouquinho de calor, mas nada demais.
    Realmente tinha alguns livros no preço de catalogo, uma pena.
    A tristeza é não pode ir de novo amanhã Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Super amei suas dicas, já estou ansiosa para a Bienal do Rio ano que vem. Quer dizer, espero ter condições de ir pq cada ano que passa esse ingresso aumenta haha
    Esses stands sem ser de editora, são ótimos dá pra encontrar vários livros em conta. Mas tem que prestar atenção porque às vezes vem com falha. Já aconteceu de eu ver capas rasgadas.

    P.S.: Ah, se você fica ansiosa com séries, é melhor você caçar as que já são finalizada. Daí maratona de boa, com final e tudo e não precisa esperar.

    tenha um ótimo domingo.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. Oi Débora!

    Eu gostei desta bem mais que a de 2014, que estava um caos rsrsrs Consegui credencial pelo blog, achei que estava bem organizado, agora quanto ao calor, eu fui na quinta, estava mais frio de manhã, mas em 2014 me senti super sufoca rsrsrs E é verdade, deveria ter coisas mais em conta!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Olá Débora
    ahhh infelizmente não fui a Bienal :/
    Ameeeeei o post, eu me senti assim como em uma visita virtual, adorei as fotos, as suas observações, as dicas, enfim, vc trouxe a Bienal um pouquinho para nós leitores!
    Obrigada por sua generosidade em compartilhar :D
    Bjs e excelente semana para ti
    Luli Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
  8. Oi Débora, tudo bem?
    Ai eu chorei horrores por não poder ir a Bienal de SP. Moro em Belo Horizonte, fui na daqui de Minas mas não aproveitei praticamente nada! Em 2018 pretendo ir na de SP com certeza! Que bom que a sua experiência foi boa :)

    Beijos,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu interesse e disposição em comentar a postagem do blog!

Espero que tenha gostado de sua visita.
Volte sempre! :-)