1 de novembro de 2015

Resenha » A Noite dos Mortos-Vivos (John Russo)


O primeiro post de novembro ainda está em clima de Halloween! O horror está no ar com o livro A Noite dos Mortos-Vivos, que mostra o porquê dessa aclamada história de zumbis ser considerada a origem de todas as outras que conhecemos hoje, seja através de livros, filmes ou séries. Com um toque de ousadia, pegadas intensas de medo e muita, mas muita carnificina, somos presenteados com algumas horas de aventura e uma sangrenta fantasia que se faz realidade nos pensamentos de muitos fãs do gênero.

A Noite dos Mortos-Vivos, A Volta dos Mortos-Vivos, livros de zumbi, livros de terror, darkside

Imagine um cenário em que o pânico é a lei. Não há regras. Você não pode confiar em ninguém e está em constante perigo. Sua vida se torna banal e seu corpo, um simples alimento que pode ser digerido em questão de segundos. Nada mais importa. Nada além de sobreviver. É isso que acontece em A Noite dos Mortos-Vivos, um livro que nos faz tremer por dentro só de nos imaginarmos em situação semelhante à dos personagens.
Adaptado de um filme homônimo de 1968, a história se inicia quando Barbara e seu irmão Johnny estão a caminho do cemitério para visitar o túmulo do pai. Contudo, o rapaz não está nem um pouco contente em ter que dirigir quilômetros e mais quilômetros para simplesmente colocar uma coroa de flores no túmulo de seu pai, homem que ele nem se lembra do rosto direito, mas Barbara está irredutível. Ao chegarem no abandonado e silencioso cemitério, a moça sente-se um pouco amedrontada, mas Johnny apenas vê nesse cenário uma oportunidade para pregar uma peça na irmã; utilizando de artifícios psicológicos e lembranças da infância da moça, Johnny começa a fazê-la ficar completamente apavorada e repete enfaticamente que ela tem medo de mortos. Que sempre teve medo de mortos. E que eles se levantam das tumbas. E que eles a atacariam agora.
E então, nesse momento, uma sombra aparece por trás de Johnny.

Uma luta se inicia quando a sombra o ataca, e Barbara simplesmente não consegue ver quem está vencendo ou perdendo. Entre socos e chutes, alguns minutos depois uma figura se levanta, e ela se petrifica ao perceber que não era seu irmão, que estava morto e ensanguentado no chão. A sombra estava agora indo em direção à Barbara, e só então ela percebe que aquela figura não era totalmente humana. Era um morto-vivo.

Enquanto Barbara inicia uma fuga alucinante em busca da sobrevivência, a cidade inteira estaria prestes a se confrontar com a maior pandemia já vista. Esse era apenas o início de uma grande matança que ainda não tinha vencedor definido: se seriam os vivos, ou aqueles que um dia já viveram, e retornam à seus corpos apodrecidos para alimentar seu insaciável e insano apetite por carne humana.



❝ O acabamento da obra

A Noite dos Mortos-Vivos, A Volta dos Mortos-Vivos, livros de zumbi, livros de terror, darkside

A editora lançou duas edições do livro: uma clássica (de brochura) e outra de luxo, com tiragem limitada e capa dura. Eu tenho a edição de brochura, e ela não perde em nada para a outra edição (só falta o conteúdo adicional, snif snif... no futuro compro essa versão também, como boa viciada em livros que sou haha), pois seu acabamento é igualmente perfeito. A leitura acontece de maneira bem fluida e tranquila, e as letras são em tamanho adequado, impressas em folhas amarelas (e sabe aquele cheirinho de livro novo? Pelo menos no meu livro ele ficou por um boooom tempo ♥). Medindo 14x21 (definitivamente meu tamanho favorito), a edição é um pouco grossa pois contém um segundo romance e a continuação de nossa história principal, chamado A Volta dos Mortos-Vivos. Particularmente achei isso incrível, primeiro pois é como se você levasse "dois livros pelo preço de um" e segundo pois a história do primeiro é tão alucinante, que quando você termina realmente precisa de uma segunda dose urgente! A capa é bem chamativa, com uma pegada meio grunge, e a revisão do livro é impecável. Darkside é Darkside, né? rs




❝ Por que você deve ler

A Noite dos Mortos-Vivos, A Volta dos Mortos-Vivos, livros de zumbi, livros de terror, darkside

Você deve ler simplesmente pois é uma aventura e tanto. Eu nunca li um livro de terror que me prendesse tanto na cadeira quanto esse. Eu simplesmente não consegui fazer mais nada da minha vida, e estou falando sério. A escrita de John Russo é contagiante, e você vai acompanhando com os olhos em ritmo frenético e consegue até mesmo sentir seu coração acelerar durante esse processo. Preciso até confessar que num dia da leitura, enquanto estava lendo no ônibus, me deparei com um trecho decisivo na história (sabe aquele momento em que tudo tava dando certo, mas dá errado no final e você fica maluco? Foi mais ou menos isso!) e inconscientemente acabei soltando um "puuuutz!" decepcionado bem alto no meio do coletivo. É claro que quando olhei para os lados, todos estavam me encarando né? hahahaha... mas eu acho incrível quando um livro tem esse poder, de me desconectar da realidade. É pra isso que eles servem, não é? E foi exatamente o que esse livro fez. Me tirou do sério e deixou meus nervos à flor da pele. Se você está buscando um livro de terror que te prenda, essa certamente é uma excelente escolha. Uma obra prima do terror psicológico.




❝ Preste atenção

A Noite dos Mortos-Vivos, A Volta dos Mortos-Vivos, livros de zumbi, livros de terror, darkside

Apesar de ser um livro e tanto, a obra pode soar um pouco nauseante para alguns leitores mais fracos. Lembra quando eu mencionei carnificina, lá em cima do texto? Pode acreditar que não foi a toa! As pessoas morrem e são devoradas o tempo todo, com detalhes. Portanto, seja cauteloso e esteja preparado para ler uma descrição detalhada sobre como um zumbi sentiu a maciez de um fígado enquanto o mastigava, ou como um coração ainda batia e estava quente enquanto estava na boca de uma criatura faminta. Particularmente, eu não me importei muito com essas descrições bem detalhadas pois tenho o estômago um pouco forte e até gosto de umas coisas meio trash de vez em quando, mas para alguns leitores, pode ser um soco no estômago, literalmente. De qualquer forma, não aconselho que você deixe de ler o livro por causa disso, apenas que espere o momento certo se você não curtir muito o gênero (como quando seu intelecto pedir por algo mais pesado, sabe? rs). O negócio aqui é prudência (o que significa que pode não ser tão legal você dar o livro de presente para uma criança ou alguma amiga que é mimimi, por exemplo).

Ah, e quer mais uma dica? Não se apegue aos personagens...




❝ Meu toque pessoal

A Noite dos Mortos-Vivos, A Volta dos Mortos-Vivos, livros de zumbi, livros de terror, darkside

Brilhante! Eu diria até apaixonante, mas daí acho que você ia me considerar meio freak, né? (não colega, é super válido considerar um livro de zumbis apaixonante) Ok, não digo então. Mas o fato é que esse livro definitivamente entrou para minha lista de favoritos. Gostaria de mais uma vez destacar o quanto foi legal a edição ser dupla! A segunda história segue o gancho que a primeira deixou quando terminou, onde uma nova pandemia atinge a cidade, de forma tão devastadora quanto a primeira. Os personagens mudam, mas a atmosfera sombria e sangrenta é a mesma (isso não quer dizer que o segundo livro seja uma cópia do primeiro, sacou?). Ambos são incríveis, mas se eu fosse eleger um preferido, certamente seria o primeiro. A Noite dos Mortos-Vivos é fenomenal, digno até mesmo de interjeições no meio do ônibus lotado! A sequencia dos fatos é magistral. Em resumo, o livro é uma boa pedida para aquelas pessoas que anseiam por uma aventura distópica de tirar o fôlego.




❝ Curiosidade
O autor John Russo atuou como um dos zumbis na adaptação de A Noite dos Mortos-Vivos para os cinemas (não basta o cara pensar em tudo isso, ele ainda quis vivenciar... viu só como tem gente mais freak do que eu?). De qualquer maneira, seu nome não foi creditado no final. Nem precisava, né? Certamente ninguém esqueceria do nome dele depois de tudo o que fez!




❝ Considerações finais

A Noite dos Mortos-Vivos, A Volta dos Mortos-Vivos, livros de zumbi, livros de terror, darkside

Um verdadeiro tesouro do terror! Já disse que entrou para minha lista de favoritos, mas repito; é um livro incrível, daqueles que você não vai querer mesmo largar até terminar. Vai querer levar para o trabalho, para o banheiro, para a mesa da cozinha. E mesmo com o livro sendo em versão dupla, ainda vai pedir por mais quando terminar. É uma excelente pedida também aquelas pessoas que gostam de filmes de terror, mas nunca se encontraram lendo livros de terror (ou nunca tiveram paciência para tentar). É um excelente ponto de partida pelas estradas sombrias mundo afora. Excepcional!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu interesse e disposição em comentar a postagem do blog!

Espero que tenha gostado de sua visita.
Volte sempre! :-)